Descrição

O herbário UFRN, fundado em 1992 pelo Prof. Adalberto Trindade, é uma coleção científica de referência sobre a Flora Potiguar. Encontra-se registrado no Ministério do Meio Ambiente (instituição Fiel Depositária), no Index Herbariorum e tem seu acervo digital disponibilizado através da plataforma Reflora/Jabot do Inst. de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro. A importância e gerência dessa coleção excede o Dept. de Botânica e Zoologia (que o hospeda), sendo considerado como patrimônio de toda a UFRN. Atualmente, o herbário UFRN (indexado pelo acrônimo UFRN) possui um acervo de cerca de 25.000 espécimes, além de biblioteca própria. Esses registros podem ser consultados on-line em http://ufrn.jbrj.gov.br, onde toda a coleção está fotografada (digitalizada) e com os dados das amostras informatizados.

Ativamente envolvidos no processo de internacionalização, através de intercâmbio de amostras e acordos de cooperação. Entre os projetos de destaque, citamos: Flora do Rio Grande do Norte, Inventário Florestal do RN e ampliação de conhecimento da Flora da Caatinga (PPBio Semi-árido) e a Rede de Colaboração com o CENA/USP Piracicaba. O herbário recebe amostras secas (herborizadas) de plantas e algas, especialmente da Flora do RN, bem como aquelas oriundas de pesquisas e que necessitem ser

depositadas em uma instituição fiel depositária, desde que respeitadas as regras listadas no protocolo de tombamento e identificação descritas abaixo. Antes de trazer a amostra de planta ao herbário, o discente ou docente deve explicitar no protocolo de identificação e tombamento qual é a solicitação, com detalhes sobre a finalidade de incorporação do espécime à coleção do Herb.

A coleção do herbário é pública, pode ser consultada pessoalmente ou através dos sítios da internet http://ufrn.jbrj.gov.br ou em reflora.jbrj.gov.br/ (na aba herbário virtual reflora) onde constam fotos em alta resolução do acervo. O manuseio de exsicatas dentro da coleção deve ser feito de forma cuidadosa para não se fragmentar as plantas, que não devem ser viradas de cabeça para baixo (ou passadas como se fossem as páginas de um livro) e a ordem alfabética das pastas/armários deve ser respeitada. Toda visita deve ser registrada no livro de visitas, indicando data e grupo taxonômico consultado. Amostras (fragmentos) de exsicatas só poderão ser retiradas com prévio acerto e consentimento da curadoria.

Cobertura taxonômica

Reinos cobertos incluem: Fungi and Plantae.

Número de specimens na coleção

Clique na guia Registros e Estatísticas para acessar os registros do banco de dados que estão disponíveis no SiBBr.

Sub-coleções

The Herbário da Universidade Federal do Rio Grande do Norte collection contém estas coleções significativas:

  • Sub-coleção de Fungos - A Coleção de Fungos da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) abriga cerca de 4.000 exemplares coletados, principalmente, em diferentes biomas do Nordeste e Norte do Brasil, destacando-se dois tipos de gêneros: Abrachium floriforme e Restingomyces reticulatus e 30 espécies tipo: Abrachium floriforme, Amanita viscidolutea, Calvatia nodulata, Clathrus cristatus, Cyathus calvescens, C. hortensis, C. magnomuralis, C. parvocinereus, Glomus trufemii, Geastrum aculeatum, G. echinulatum, G. entomophilum, G. hirsutum, G. ishikawae, G. minutisporum, G. pusillipilosum, G. verrucoramulosum, G. rusticum, Lepidostroma caatingae, Morganella arenicola, M. nuda, M. rimosa, Myriostoma calongei, Phallus pygmaeus, Restingomyces reticulatus, Scleroderma anomalosporum, S. camassuense, S. duckei, S. dunensis, Sclerogaster araripensis. As famílias mais representativas em número de espécies são Geastraceae, Lycoperdaceae e Nidulariaceae.

Estatísticas de uso

Ùltima atualização de metadados em 2019-09-05 15:36:33.0

Registros digitalizados disponíveis através do SiBBr

Procurando... o Número de registros que pode ser acessado através do SiBBr Clique para exibir todos os registros para o Herbário da Universidade Federal do Rio Grande do Norte collection

Nenhum registro está disponível para visualização no SiBBr.

Imagens desta coleção