Description

A Coleção Micológica do Herbário UB (CMHUB) teve início em 1991 com as primeiras coletas de fungos do Cerrado pelos professores José Carmine Dianese e Mariza Sanchez (curadora do acervo por 25 anos), e a participação de vários alunos de pós-graduação e Técnicos de Laboratório. Historicamente, Phloeosporella flaviomoralis foi o primeiro fungo do Cerrado descrito pelos membros do CMHUB em 1993. À medida que o trabalho se expandia, a necessidade de apoio financeiro levou à negociação de um acordo entre a Universidade de Brasília e a Fundação Banco do Brasil (FBB). O Prof. José Carmine Dianese redigiu o Projeto e solicitou os recursos à FBB, e após um longo trâmite conseguiu a aprovação de um auxílio correspondente a US$ 260.000,00, com forte apoio do Dr. José Oswaldo Silva, então trabalhando no gabinete do presidente do Banco do Brasil. Este financiamento foi suficiente para adquirir todos os principais equipamentos (microscópios, um micrótomo de congelamento, armários do fungarium, recipientes de nitrogênio líquido para preservação de cultura, vidraria, reagentes e outros materiais de consumo e, o mais importante, recursos para custear historicamente as mais extensas expedições de coleta de fungos em todo o Cerrado brasileiro.

Com isso, atingiu-se reservas oficiais e particulares e os Parques Nacionais de Brasília, Grande Sertão Veredas, Serra da Canastra e Serra do Cipó em Minas Gerais, Chapada dos Guimarães em Mato Grosso, Chapada dos Veadeiros e Emas em Goiás, Sete Cidades em Piauí, Chapada das Mesas em Maranhão, Pantanal em Mato Grosso. Além disso, foram exploradas todas as reservas localizadas no Distrito Federal (IBGE, Embrapa-Cerrados, Água Emendadas em Planaltina, Jardim Botânico de Brasília, Fazenda Água Limpa, APA da Cafuringa, reservas particulares em fazendas localizadas municípios goianos de Cristalina e Luziania, áreas de Cerrado em Campo Grande (Mato Grosso do Sul), enclave de Cerrado na Floresta Atlântica na Bahia e Rondônia, Parque Estadual da Serra Azul e da Serra de Ricardo Franco no Mato Grosso, Reserva Ecológica do Panga em Uberlândia, entre outros importantes sítios. Como resultado principalmente dessas expedições, a CMHUB guarda cerca de 25.000 exemplares de microfungos do Cerrado devidamente herborizados, sendo atualmente o fungarium mais importante do Cerrado brasileiro, além de abrigar um importante estoque regional de mixomicetos. A coleção contém também como repositório de um número significativo de macrofungos coletados no Cerrado, e é utilizada como repositório de fungos patogênicos em plantas cultivadas.

A atividade acadêmico-cientíica desenvolvida na CMHUB nos últimos 26 anos produziu 11 dissertações de doutorado e 17 de mestrado. Além disso, 66 artigos sobre taxonomia de fungos foram publicados em revistas de prestígio dedicadas à micologia e patologia vegetal. Cento e cinquenta holótipos e 21 espécies-tipo de novos gêneros de fungos estão depositados na CMHUB, um trabalho de professores e alunos dedicados ao estudo da micobiota do Cerrado, hoje inserida na esfera internacional da micologia através de publicações nos melhores periódicos da área (e.g. Mycologia, Mycological Research, Mycological Progress, IMA Fungus, Mycotaxon, Plant Pathology, Plant Disease).

Taxonomic range

Kingdoms covered include: Fungi.

Number of specimens in the collection

Click the Records & Statistics tab to access those database records that are available through the atlas.

Usage statistics

Metadata last updated on 2021-12-16 17:50:45.0

Digitised records available through the Atlas

Looking up... the number of records that can be accessed through the SiBBr Click to view all records for the Coleção Micológica do Herbário UB da Universidade de Brasília collection

No records are available for viewing in the SiBBr.

Images from this collection