Museu Paraense Emílio Goeldi

Sigla: MPEG

Descrição

Instituição de pesquisa vinculada ao MCTIC. Desde sua fundação, em 1866, suas atividades concentram-se no estudo científico dos sistemas naturais e socioculturais da Amazônia, bem como na divulgação de conhecimentos e acervos relacionados à região.

O objetivo é promover a inovação científica, formar recursos humanos e comunicar conhecimentos nas áreas de ciências naturais e humanas relacionados à Amazônia. Dispõe de um parque zoobotânico, um campus de pesquisa e uma estação científica.

Foco da instituição

Gerar e comunicar conhecimentos e tecnologias sobre a biodiversidade, os sistemas naturais e os processos socioculturais relacionados à Amazônia

Coleções

  1. Coleção Carcinológica do Museu Goeldi A coleção Carcinológica conta com mais de 1.500 registros, contabilizando mais de 10.000 espécimes, os quais foram informatizados nos últimos anos. A maioria das espécies identificadas são de crustáceos amazônicos, principalmente de camarões Caridea e caranguejos Brachyura e contém três parátipos...
  2. Coleção Entomológica do Museu Goeldi A Coleção Entomológica do Museu Goeldi foi iniciada no final do século XIX por Adolfo Ducke, então com 23 anos de idade, contratado para a Secção de Zoologia em 1899. Em pouco mais de dez anos no Museu, Ducke lançou os fundamentos da coleção de insetos e também promoveu uma radical atualização do conhecimento taxonômico das vespas e abelhas neotropicais...
  3. Coleção Herpetológica do Museu Goeldi A Coleção de Herpetologia do MPEG constitui o maior acervo da região amazônica abrigando cerca de 100 mil espécimes de anfíbios e répteis (quelônios, jacarés, lagartos, serpentes e anfisbenas). Os estudos herpetológicos iniciaram-se com o naturalista Emílio Goeldi, no final do século passado, embora os espécimes coletados nesse período não permaneceram no Museu...
  4. Coleção Ictiológica do Museu Goeldi O acervo ictiológico do Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG) compreende, atualmente, cerca de 36.000 lotes contendo cerca de 340.000 espécimes preservados em álcool, esqueletos secos e espécimes diafanizados e corados armazenados em glicerina. A coleção de tipos, atualmente, é composta por cerca de 300 lotes de material tipo, entre espécimes holótipos e parátipos...
  5. Coleção Invertebrados Não - artrópodos do MPEG A coleção de Invertebrados não Arthropoda incluía até o ano de 2009 apenas os acervos de Plathyhelminthes e Mollusca, porém nos últimos anos o Museu Goeldi tem criado outros acervos, face tanto a demanda como fiel depositário de trabalhos de monitoramento ambiental como também com o depósito de vouchers de pesquisa ou de espécimes tipo decorrentes de novas descrições taxonômicas...
  6. Coleção Mastozoológica do Museu Goeldi A Coleção Mastozoológica , com seus mais de 45 mil registros, é considerada a maior coleção de mamíferos amazônicos, com muitos espécimes antigos de espécies ameaçadas de extinção, como a onça-pintada (Panthera onca) e o peixe-boi (Trichechus inunguis)...
  7. Coleção Ornitológica do Museu Goeldi A história da ornitologia no Brasil se confunde com a história da formação e consolidação da coleção ornitológica do MPEG...
  8. Coleção de Aracnídeos do Museu Goeldi A coleção de Aracnídeos do MPEG compreende nove sub-coleções que correspondem às ordens recentes da Classe Arachnida com representatividade na Amazônia. Trata-se de uma coleção relativamente recente no Museu, sendo seus espécimes mais antigos coletados na década de 70, a maioria dos quais provenientes de coletas ocasionais na região da Serra dos Carajás...
  9. Coleção de Fósseis, Minerais e Rochas do Museu Goeldi A coleção de fósseis foi fundada em 1896 e ficou aos cuidados do naturalista Karl Friedrick Katzer, contratado por Emílio Goeldi. Katzer iniciou suas pesquisas nas áreas do Baixo e Médio Amazonas e publicou vários artigos científicos sobre a Biota do Devoniano e Carbonífero do estado do Pará...
  10. Coleção de Miriápodes do Museu Goeldi Os miriápodes são representados principalmente com registros de Diplopoda (piolhos-de-cobra), sendo que os Quilópodes (lacrais e centopeias) possuem um número menor de registros...
  11. Herbário do Museu Goeldi Os estudos botânicos no MPEG inicaram em 1895, quando o naturalista suíço Jacques Huber criou o primeiro herbário da Amazônia, hoje cadastrado no Index Herbariorum como Herbário MG...

Estatísticas de uso

Carregando...

Registros digitalizados

Procurando... o numero de registros que pode ser acessado através do SiBBr.

Clique para ver os registros para o Museu Paraense Emílio Goeldi.

Ùltima atualização de metadados em 2019-09-03 09:28:03.0