Descrição

A Coleção de Flebotomíneos (Fiocruz/COLFLEB), localizada no Instituto René Rachou/Fiocruz, em Minas Gerais, tem exemplares provenientes do continente americano, Europa, Ásia e África. Os flebotomíneos são montados em lâmina e lamínula. A COLFLEB é organizada em estantes deslizantes por ordem alfabética de acordo com cada espécie. As perspectivas para a Coleção de Flebotomíneos são, dentre outras, diversificar ainda mais seu acervo, principalmente com permutas de material com pesquisadores de outras instituições ou através de coletas em locais específicos, na busca de espécies ausentes em seu acervo e pretende-se ainda, continuar colaborando na capacitação de recursos humanos e na qualidade e segurança do acervo da Coleção de Flebotomíneos. Recentemente, a COLFLEB recebeu como doação parte do acervo montado pelo pesquisador Dr. Ítalo Sherlock (Fiocruz-Bahia), este acervo se constitui em cerca de 15.000 lâminas que estão em processo de curadoria e cujos dados serão disponibilizados futuramente em bases de dados públicas na internet. Uma outra atividade que está em andamento na COLFLEB é a criação de uma coleção de tecido e DNA de flebotomíneos.

Conservação: congelamento à -20ºC, criopreservação à -80ºC, lâmina, via seca. Serviços: empréstimo, permuta e doação de material biológico, depósito, identificação taxonômica, consultoria e treinamento.

The collection was established in 1959 and continues to the present.

Cobertura taxonômica

Manter exemplares que atestam a riqueza zoológica das diversas regiões, estabelecendo a base de informação para todo tipo de análises levando a uma maior compreensão sobre a relação epidemiológica dos vetores e reservatórios com seus agentes infecciosos.

Reinos cobertos incluem: Animalia.

The Coleção de Flebotomíneos collection inclui membros dos seguintes taxa:
Phlebotominae.

Cobertura geográfica

A Coleção é constituída por espécimes do Brasil, Argentina, Belize, Bolívia, Colômbia, Costa Rica, Cuba, El Salvador, Equador, Estados Unidos, Guiana Francesa, Honduras, Jamaica, México, Panamá, Paraguai, Peru, República Dominicana e Venezuela.

Australian states covered include: Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerias, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, Santa Catarina,.

Número de specimens na coleção

O Número estimado de specimens in the Coleção de Flebotomíneos collection é 92,162.

Destes 60,875 estão em base de dados. Isto representa 66,1 % da coleção.

Clique na guia Registros e Estatísticas para acessar os registros do banco de dados que estão disponíveis no SiBBr.

Estatísticas de uso

Ùltima atualização de metadados em 2019-11-07 17:32:44.0

Registros digitalizados disponíveis através do SiBBr

The Coleção de Flebotomíneos collection has an estimated 92,162 specimens.
A coleção está numa base de dados 66,1 % destes (60,875 registros).

Procurando... o Número de registros que pode ser acessado através do SiBBr Clique para exibir todos os registros para o Coleção de Flebotomíneos collection

Nenhum registro está disponível para visualização no SiBBr.

Imagens desta coleção