Description

O interesse oficial para com o patrimônio natural do Paraná, sob a forma de coleções, iniciou-se em 1935, com o Plano de Reorganização do Museu Paranaense, fundado em 1876. A partir de 1939 o caráter científico adquirido pelas coleções zoológicas, mastozoológica e ornitológica, deveu-se, em grande parte, ao naturalista e taxidermista alemão André Mayer. Sua contribuição estende-se até 1960, tanto em relação às coleções científicas, como também à coleção expositiva. Esta possui inúmeras peças taxidermizadas em postura natural, com muitas espécies atualmente ameaçadas no Estado, como os mamíferos Myrmecophaga tridactyla, Chrysocyon brachyurus, Mazama nana e Agouti paca. Somente a partir de 1980 a coleção mastozoológica voltou a crescer, através de projetos de pesquisa desenvolvidos por pesquisadores associados ao museu, aumentando consideravelmente o acervo destes grupos. A coleção mastozoológica é composta de esqueletos completos ou parciais, crânios, exemplares conservados por via seca através de taxidermia e exemplares completos em meio líquido. A partir de 1989, todas as carcaças e vísceras dos animais taxidermizados também começaram a ser conservadas em meio líquido. Atualmente a coleção é formada por aproximadamente 7000 exemplares, sendo 5000 espécimes tombados e 2000 pré-tombados, que se encontram em fase de identificação para tombamento definitivo. Na coleção de mamíferos estão representadas as 10 ordens que ocorrem no Estado, destacando-se Rodentia (45%) e Chiroptera (33%).

Taxonomic range

Number of specimens in the collection

Click the Records & Statistics tab to access those database records that are available through the atlas.

Usage statistics

Metadata last updated on 2019-08-19 15:00:55.0

Digitised records available through the Atlas

Looking up... the number of records that can be accessed through the SiBBr Click to view all records for the Coleção de Mastozoologia do MHNCI collection

No records are available for viewing in the SiBBr.

Images from this collection